Arquivo da tag: cinema fantástico

HORROR.DOC

Em novembro estreia o documentário “Horror.Doc”, produzido pela Cumbuca Filmes e dirigido pela talentosa Renata Heinz.  O longa faz um panorama da produção dedicada ao cinema fantástico no país, com depoimentos de realizadores e pesquisadores do gênero.  Fui um dos entrevistados para o projeto, fazendo companhia a Rodrigo Aragão, Marcelo Severo, Laura Cánepa, Carlos Primati, Felipe Guerra e outras pessoas bacanas, que assim como eu são apaixonadas pelo cinema de horror.  O documentário fará parte da minha mostra “A Vingança dos Filmes B- Parte 2”, que ocorrerá na Sala P.F. Gastal da Usina do Gasômetro no final de novembro. Aguardem maiores informações.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Cinema brasileiro, Cinema Nacional Porra!, Divulgação, exploitation, Fantasia, Fantástico, humor negro, Mostras, splatter, Suspense

C’ERA UNA VOLTA IN ITALIA-BREVES RELATOS PARTE 2

Meu Vaticano fica aqui!

Existe um ditado popular para definir uma oportunidade desperdiçada, “ir a Roma e não conhecer o papa”. Obviamente não conheci o dito cujo, e garanto que tenho muitas questões atravessadas na garganta para despejar sobre o Sr. Joseph Ratzinger, porém, movido pela curiosidade histórica realizei uma breve incursão pela Santa Sé, e apenas posso dizer que fiquei mais indignado do que impressionado com a riqueza e a ostentação do Vaticano. E algumas demonstrações de fé, como as crises de choro histéricas e a bizarra figura de uma senhora de ar rancoroso, ostentando uma cruz tatuada na testa, só reforçaram alguns dos meus sentimentos anti-religiosos. O fato é que se existe um Vaticano digno de romaria para os fãs de horror, ele se chama “Profondo Rosso”, e fica na Via Dei Gracchi 260, apenas algumas quadras distante da Santa Sé.

A “Profondo Rosso” é uma loja de artigos de horror gerenciada pelo cineasta Luigi Cozzi, e de propriedade do mítico Dario Argento. Tive o prazer de conhecer o simpático Cozzi durante a sexta edição do FANTASPOA. Ele não se encontrava presente em minha visita à loja, mas fui muito bem recepcionado por sua esposa Leticia e pelo atendente Fabio. A “Profondo Rosso” é uma parada obrigatória para os cinéfilos perdidos em Roma, seja pelo fator fetichista,

os prestativos Fabio e Leticia

afinal Dario Argento tornou-se uma marca registrada do gênero horror, ou para adquirir material sobre cinema fantástico. A loja possui um bom acervo de livros, filmes, pôsteres, action figures, e outras bugigangas relacionadas a horror e fantasia que alegrarão qualquer colecionador, mas preparem os bolsos, pois os artigos não costumam ser nada baratos. O porão da loja ainda possuí um pequeno museu dedicado à obra de Argento, onde os aficionados podem ver de perto animatronics e objetos de cena utilizados em diversos de seus filmes, como “Phenomena”, “Dois Olhos Satânicos”, “Demons” e outros. Além de voltar com alguns livros sobre o horror italiano na bagagem, investi alguns salgados euros na fantástica edição em blu ray de “Pavor na Cidade dos Zumbis” (Paura Nella Città Dei Morti Viventi / 1980), de Lucio Fulci, lançada pela inglesa Arrow Films. E também não resisti a um souvenir que dificilmente encontraria por aqui, uma caneca do Lucio Fulci com imagens do diretor e de criaturas de “Zumbi 2” e “Pavor na Cidade dos Zumbis”.

Fãs de Argento e cinema fantástico em geral podem obter mais informaçõe sobre a Profondo Rosso acessando o site http://www.profondorossostore.com/

Demoni!

“Eles farão de suas catedrais, cemitérios, e de suas cidades, tumbas.”

Carne fresca nas catacumbas da Profondo Rosso! Um boneco utilizado em "Dois Olhos Satânicos".

A meiga criança psicopata de "Phenomena".

Algum fã de Argento esquecido no porão

 

Esse animatronic me causou pesadelos na infância.

1 comentário

Arquivado em Diário de Viagem, Diretores, Fantasia, Fantástico, giallo, gore, Horror, humor negro, splatter, Suspense

VI FANTASPOA

O Fantaspoa chega a sua emblemática sexta edição lutando bravamente com o descaso do establishment cultural e contra a burocracia acéfala dos editais, amparado por um público fiel de apaixonados pelo gênero, e pelo esforço de uma equipe repleta de pessoas insanas o suficiente para deixarem suas vidas cotidianas de lado, fazendo das tripas coração para que o evento, que tantas vezes teve sua morte anunciada,  retorne anualmente feito um zumbi teimoso. Colaboro com o festival desde de sua primeira edição, sendo este o terceiro ano como curador da mostra de curtas (ao lado do Vasco PY Siegmann),e é com orgulho que vejo este monstrinho crescer, se fortalecendo a cada ano feito um pequeno Godzilla. Esperamos vocês de 02 a 18 de julho. That’s all folks! Ou como diria Lux Interior… stay sick!

http://www.fantaspoa.com/2009/fantaspoa/equipe.php

Em tempo, a arte do cartaz deste ano é do Michel Munhoz (dando vazão as concepções gráficas doentias do Vasco Py Siegmann), que além de excelente ilustrador é baterista casca grossa da Damn Laser Vampires. Para os que ainda não conhecem esse power trio de malditos vampiros com laser, é simplesmente a banda  mais “fodástica”  surgida em Porto Alegre nos últimos anos. Hey vampires, let’s get drunk together in Fantaspoa!

2 Comentários

Arquivado em Festivais, Horror