TRINTA ANOS DE BLADE RUNNER!

Rutger Hauer como o andróide em crise existencial em Blade Runner

Em 25 de junho de 1982 Ridley Scott levava para as telas Blade Runner- O Caçador de Andróides, a sua adaptação de Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas?, de Phillip K. Dick. Fracasso comercial na época de seu lançamento, faturando pouco mais de 30 milhões nas bilheterias,  o tempo fez justiça ao filme, elevando-o ao status de objeto de culto.  Recentemente o artista plástico Anders Ramsell realizou uma impressionante homenagem ao reproduzir trechos do filme quadro a quadro em 3285 aquarelas.  Fica aqui a homenagem do Cinema Ex Machina!

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Homenagem, Sci-fi

Uma resposta para “TRINTA ANOS DE BLADE RUNNER!

  1. Vasco Py Siegmann

    O Scott teria se limitado à condição de gênio absoluto, tivesse feito só seus quatro primeiros filmes. E, não fosse por Os Duelistas (que é ainda um dos filmes mais lindos que se pode ver), esse patamar teria sido atingido exclusivamente através do cinema fantástico. Pra cada uma das três facetas principais dessa esfera ele criou uma obra-prima. Mas enquanto talvez não seja difícil apontar uma fantasia que supere A Lenda, e enquanto talvez seja possível argumentar que há filme de horror páreo com Alien (que, como bem diz o Landis, não é ficção-científica, mas horror gótico), eu até hoje não assisti a sci-fi que se compare ao Blade Runner. O Rutger Hauer na chuva foi quem me ensinou por que morrer pode ser uma coisa meio triste.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s