VENCEDORES FANTASPOA 2012- JÚRI OFICIAL

Inato – Prêmio de Melhores Efeitos Especiais

Após 16 dias de intensas atividades, unindo fãs do cinema fantástico de várias partes do Brasil e do exterior, chegou ao fim mais um FANTASPOA! Em sua oitava edição o festival foi coroado com a ilustre presença de Stuart Gordon, que gerou uma histórica e lotada sessão comentada de Re-Animator. Apesar de ter me desligado da organização do festival em 2011, este ano participei como jurado da mostra Apocalipse Zumbi, junto com meu amigo e especialista em Sci-Fi anos 50, Marcelo Severo. Elegemos a divertida comédia de humor negro “Pushin Up Daisies” como o melhor filme da mostra, ou numa justificativa de crítico sério: “Pushin Up Daisies pela inventividade da trama ao utilizar a mítica figura dos zumbis como elemento desestabilizador para satirizar as convenções cinematográficas, num implacável exercício de humor negro”.

Abaixo a lista de vencedores do júri oficial. Em breve mais relatos sobre o festival.

CURTAS-METRAGENS

MELHOR CURTA NACIONAL LIVE-ACTION:
OS DESALMADOS, dirigido por Raphael Borghi

MELHOR CURTA NACIONAL ANIMAÇÃO:
CÉU NO ANDAR DE BAIXO, dirigido por Leonardo Cata Preta

MELHOR CURTA INTERNACIONAL LIVE-ACTION:
PICNIC, dirigido por Gerardo Herrero

MELHOR CURTA INTERNACIONAL ANIMAÇÃO:
CANÇÃO DE BLACKWATER, dirigido por Bo Mathorne

MOSTRA APOCALIPSE ZUMBI
Pushin’ up Daisies, dirigido por Patrick Franklin

MOSTRA PANORAMA

MELHOR DIRETOR(A): Martha Stephens, A Canção do Peregrino

MELHOR FILME:
Kid-Thing, de David Zellner

COMPETIÇÃO IBERO-AMERICANA

MELHOR FILME:
Toupeiras, de Emiliano Romero

MELHOR DIRETOR:
Nicanor Loreti (Diablo)

Menção honrosa pela memória do cinema fantástico: Alucardos, de Ulises Ulicardo Guzman Reyes

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

MELHOR FILME:
O Alvo, de Alexander Zeldovich

MELHOR DIRETOR:
David Jarab – Mão-Cabeça-Coração

MELHOR ATOR:
Tihomir Stanic – O Inimigo

MELHOR ATRIZ:
Victoria Bidwell – Pele Reconfortante

MELHOR ROTEIRO:
Tomasz Thomson, por Snowman’s Land

MELHORES EFEITOS ESPECIAIS:
Inato (Alex Chandon)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE:
Yuji Tsuzuki, por O Contrabandista

BANHO DE SANGUE:
Raiva (Aharon Kesales e Navot Papushado)

RAINHA DO GRITO:
Anessa Ramsey – Ritos da Primavera

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI/CONTRIBUIÇÃO ARTÍSTICA:
The Girl from the Naked Eye (Jason Yee)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Divulgação, exploitation, Fantasia, Fantástico, Festivais, gore, Horror, humor negro, Mostras, Sci-fi, splatter, Suspense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s