Arquivo do mês: fevereiro 2012

OSCAR 2012- VENCE O OLHAR SOBRE A TRADIÇÂO

Melhor filme O Artista, de Michel Hazanavicius

Filme
“O artista”
Diretor

Michel Hazanavicius – “O artista”

Ator
Jean Dujardin – “O artista”
Atriz
Meryl Streep – “A dama de ferro”

 

Ator coadjuvante
Christopher Plummer – “Toda forma de amor”

Atriz coadjuvante
Octavia Spencer – “Histórias cruzadas”

Melhor filme em língua estrangeira
“A separação” – Irã

 

Melhor animação
“Rango”

Documentário (longa-metragem)
“Undefeated”

Roteiro adaptado
“Os descendentes”
Roteiro original
“Meia-noite em Paris” (Woody Allen)

Fotografia
“A invenção de Hugo Cabret” (Robert Richardson)

Direção de arte
“A invenção de Hugo Cabret”


Figurino
“O artista”
Maquiagem
“A dama de ferro”

Edição
“Os homens que não amavam as mulheres”

Edição de som
“A invenção de Hugo Cabret”


Mixagem de som
“A invenção de Hugo Cabret”


Efeitos visuais
“A invenção de Hugo Cabret”


Trilha sonora original
“O artista” – Ludovic Bource


Canção original
“Man or Muppet”, de “Os Muppets”, música e letra de Bret McKenzie


Curta-metragem
“The Shore”


Documentário (curta-metragem)

“Saving Face”


Curta-metragem de animação
“The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore”


Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Divulgação, Festivais, Premiação

R.I.P: LINA ROMAY (1954-2012)

Lina Romay (1954-2012)

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em R.I.P

ACCIRS ELEGE OS MELHORES FILMES DE 2011

Membros da ACCIRS escolheram o melhor longa nacional, estrangeiro e o destaque gaúcho do último ano

“A Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul anunciou no dia 31 de janeiro de 2012 os filmes A Árvore da Vida, de Terrence Malick, e O Palhaço, de Selton Mello, assim como o evento Fantaspoa (o Festival de Cinema Fantástico de Porto Alegre) como os favoritos do último ano. Os vinte e oito associados – entre eles jornalistas, pesquisadores e estudiosos – apontaram os melhores de 2011 em três categorias: Filme Estrangeiro, Filme Nacional e Prêmio Luiz César Cozzatti – Destaque Gaúcho.

O norte-americano A Árvore da Vida, de Terrence Malick, começou sua vitoriosa carreira ao ganhar a Palma de Ouro de Melhor Filme no Festival de Cannes de 2011, e dentre todos os reconhecimentos obtidos estão as três indicações ao Oscar 2012 recebidas nas categorias de Melhor Filme, Direção e Fotografia. Esse foi o longa-metragem estrangeiro mais lembrado pelos membros da ACCIRS, que apontaram também, mas em menor número, outros títulos, como Melancolia, de Lars von Trier, Cópia Fiel, de Abbas Kiarostami, Um Conto Chinês, de Sebastián Borensztein, A Pele que Habito, de Pedro Almodóvar, Balada de Amor e Ódio, de Alex de la Iglesia, e Tio Boonmee que Pode Recordar suas Vidas Passadas, de Apichatpong Weerasethakul.

Dentre as produções nacionais, o longa mais lembrado foi O Palhaço, segundo trabalho dirigido por Selton Mello, que também atua como protagonista. Este filme foi premiado no Festival de Paulínia e exibido fora de competição, como convidado de abertura, no Festival de Gramado. Outros títulos apontados pelos integrantes da ACCIRS foram Trabalhar Cansa, de Marcos Dutra e Juliana Rojas, Transeunte, de Eryk Rocha, O Céu Sobre os Ombros, de Sério Borges, Estrada Real da Cachaça, de Pedro Urano, As Canções, de Eduardo Coutinho, A Falta que Nos Move, de Christiane Jatahy,Lixo Extraordinário, de Lucy Walker, Karen Harley e João Jardim, e Walachai, de Rejane Zilles.

Tradicionalmente, a ACCIRS escolhe o filme, profissional, lugar ou evento que mais movimentou, contribuiu, colaborou ou incentivou o desenvolvimento, a fruição e a promoção da cultura cinematográfica no Rio Grande do Sul. Em 2011, os críticos de cinema apontaram para o Prêmio Luiz César Cozzatti – Destaque Gaúcho o Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre – realizado anualmente na capital do estado e sempre contando com participantes de expressão no Brasil e no mundo. Outros destaques citados foram o Festival de Verão do RS de Cinema Internacional, o CineEsquemaNovo, o Santa Maria Vídeo e Cinema e o longa-metragem A Última Estrada da Praia, de Fabiano de Souza.

Membros da ACCIRS que participaram da escolha dos Melhores de 2011: Adriana Androvandi, Adriano de Oliveira Pinto, André Kleinert, Chico Izidro, Cristian Verardi, Cristiano Aquino, Daniel Feix, Enéas de Souza, Fatimarlei Lunardelli, Flávio Guirland, Ivonete Pinto, Jaqueline Chala, João Pedro Fleck, Marcelo Oliveira da Silva, Marcelo Perrone, Marcos Santuário, Marcus Mello, Misael Elias de Lima, Mônica Kanitz, Ney Gastal, Nicolas Tonsho, Paulo Casa Nova, Paulo Moreira, Robledo Milani, Rodrigo de Oliveira, Roger Lerina, Ticiano Osório e Willian Silveira. ”

Os Melhores de 2011 de acordo com os membros da ACCIRS são:

Melhor Longa EstrangeiroA Árvore da Vida, de Terrence Malick

Melhor Longa BrasileiroO Palhaço, de Selton Mello

Prêmio Luiz César Cozzatti – Destaque GaúchoFantaspoa

    ACCIRS

A Associação dos Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (ACCIRS), foi fundada em março de 2008. É a segunda associação exclusiva de críticos de cinema existente no Brasil. Possui atualmente 36 associados, entre jornalistas, publicitários, psicanalistas, professores e escritores com experiência em jornal, internet, rádio e televisão. Entre outras atividades, concede no início de cada ano o Prêmio Melhores da ACCIRS, que já premiou nomes como David Lynch, José Padilha, Jorge Furtado, Gustavo Spolidoro, Eduardo Coutinho, Matheus Nachtergaele, Michael Haneke e Quentin Tarantino.

SERVIÇO:

Melhores de 2011
ACCIRS – Associação dos Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul
Porto Alegre – Rio Grande do Sul – Brasil
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Adriano Cescani e Robledo Milani

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema brasileiro, Cinema Nacional Porra!, Divulgação, Premiação