RAROS ESPECIAL SEXTA-FEIRA 13 EXIBE HORROR MEXICANO DOS ANOS 70.

Projeto Raros da Sala P. F. Gastal (Usina do Gasômetro – 3º andar) apresenta nesta  sexta-feira, 13 de maio, às 20h, a produção de horror mexicana Mais Negro que a Noite, do cultuado diretor Carlos Henrique Taboada.

Quatro amigas vão residir numa antiga mansão, herdada após a morte da tia de uma delas A única cláusula para permanecerem na casa é que cuidem de Becker, um gato negro e arisco que era a única paixão da falecida tia. Após o gato ser encontrado morto, uma força estranha começa a rondar a mansão e atormentar as quatro mulheres. A tensão aumenta quando as amigas começam a ser vitimadas por mortes bizarras.

Apesar de Taboada (1929-1997) ter investido nos mais diversos gêneros, foi no cinema fantástico que ele deixou a sua marca. Seus filmes, mesmo com orçamentos modestos, costumavam se destacar pelo apuro técnico, e pela inventividade como ressoavam em pleno México temas caros ao horror gótico europeu. Crianças perversas, almas atormentadas e seres vingativos povoavam o universo sombrio de seus filmes, transformando sua obra em objeto de culto entre os admiradores do gênero. Em Mais Negro que a Noite (1975), Taboada transpõe habilmente suas referências góticas para um universo urbano e moderno, deixando de lado o bucolismo sombrio de obras anteriores como Até o Vento Tem Medo (1968) e O Livro de Pedra (1969).

Mais Negro que a Noite será exibido numa cópia em DVD, com diálogos em espanhol e sem legendas. A entrada é franca.

Mais Negro que a Noite (Más Negro quela Noche), de CarlosEnrique Taboada (México, 1975, 96 minutos). Com Claudia Islas, Susana Dosamantes, Helena Rojo e Lúcia Méndez.


Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Divulgação, Fantástico, Horror, Suspense

5 Respostas para “RAROS ESPECIAL SEXTA-FEIRA 13 EXIBE HORROR MEXICANO DOS ANOS 70.

  1. Vulnavia

    Tem o Veneno para las Hadas também 🙂

    • “Veneno para as Fadas” é o meu filme predileto do Taboada. Já o exibimos no Projeto Raros, assim como “Hasta El Viento Tiene Medo”. Essas pérolas merecem ser exibidas sempre que possível, pois o público comum tende a pensar que o México só produzia episódios do “Chaves”, rs.

  2. Shunna

    Todos são muito bons, mas concordo que o “Veneno para as Fadas” seja o melhor!
    O cinema de terror mexicano precisa ser mais conhecido e começar pelos filmes do Carlos Henrique Taboada é um ótimo início!

  3. A sessão foi excelente! Obrigado a todos que compareceram!

  4. Eu não conhecia este cineasta, que parece ter sido talentosíssimo.
    Valeu pela dica.
    Até mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s