C’ERA UNA VOLTA NEGLI ANNI SESSANTA

No caos sensorial e imagético de minhas lembranças de infância, alguns elementos despertam com força a minha memória afetiva. Por exemplo, a música tema de “O Dólar Furado” (Un Dollaro Bucato), composta por Gianni Ferrio, sempre é capaz de despertar em mim uma saudável melancolia, remetendo ao período em que eu era apenas um menino deslumbrado descobrindo o velho oeste… através do cinema é claro. E como qualquer criança, nesta fase de encantamento com o gênero pouco importava discernir os westerns entre tradicionais e spaguettis, entre John Ford e Sergio Leone, ou diferenciar o Death Valley de algum canto da Almeria, tudo era simplesmente bang bang, e o importante era se divertir na frente da televisão trocando tiros de espoleta com índios e vilões imaginários. O ator Giuliano Gemma é uma destas figuras indissociáveis da minha infância, junto com John Wayne, Terence Hill e tantos outros cowboys que ainda cavalgam e duelam em minha memória. O youtube tem sido uma mina de ouro para os saudosistas, e o vídeo abaixo é particularmente emocionante para qualquer fã de western spaguetti. Giuliano Gemma em 1967, lançando o filme E Por Teto Um Céu de Estrelas, de Giulio Petroni num programa da TV italiana apresentado pela cantora Rita Pavone. Gemma exibe todo o seu talento e carisma, comprovando o porquê de seu status de ídolo popular na Itália dos anos 1960.

Aqui um belo texto do Felipe Guerra sobre o filme de Giulio Petroni:

http://filmesparadoidos.blogspot.com/2009/11/e-per-tetto-un-cielo-di-stelle-1968.html

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Entrevista, western spaghetti

5 Respostas para “C’ERA UNA VOLTA NEGLI ANNI SESSANTA

  1. Shunna

    Bela desencavada, Don Verardi!
    Lebra que muitas vezes ele era creditado como “Montgomery Wood “?

  2. E aí Verardi, eu não tinha lido seu post até agora!!! Coincidamente acabei de postar no meu blog um texto sobre um dos sapghettis da minha infãncia: O Dia da Ira. Giuliano Gemma meets Lee Van cleef! Abraços!

  3. Eu acompanhava meu avô quando ele via sessão bang bang na TV e isso resultou que agora, na minha memória, costumo misturar um filme com outro daquela época.
    Se curtem western spaghetti, talvez se divirtam com um filmete que fiz a respeito, há muit tempo, como estudante de cinema:
    The Bad and the Uglies

  4. Desculpe, Christian. Não foi minha intenção deixar uma imagem enorme no seu post (blogueiro novato dá nisso). Pode apagar. O link do vídeo está no último post do meu blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s